Paysandu Sport Club  Selo do centenário
Logotipo Sócio Bicolor - Seja você mais um sócio Bicolor!
  • 1mil
  • 2mil
  • 3mil
  • 4mil
  • 5mil
  • 6mil
  • 7mil
  • 8mil
  • 9mil
10mil
Sócios
Bicolores!
Adimplentes
Já somos Sócios Bicolores Adimplentes
HOMENOTÍCIAS Copa do Brasil 2013 Na primeira partida, Papão e Furacão (...)
17 de Julho de 2013

Na primeira partida, Papão e Furacão empatam sem gols

Paysandu e Atlético-PR se enfrentaram na noite desta quarta-feira (17), no Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), em Belém. A primeira partida entre as duas equipes acabou no empate sem gols, deixando a decisão da vaga para a próxima fase da Copa do Brasil para a partida na capital paranaense. Os bicolores vieram acesos no primeiro tempo, tendo várias oportunidades de abrir o marcador, mas acabavam esbarrando no forte esquema defensivo atleticano e na boa atuação do goleiro Weverton. Na segunda etapa, o Furacão foi melhor em campo e quase abriu o marcador, e o Paysandu quase surpreendeu o adversário em duas chances no final da partida, porém, o resultado não saiu do zero.

O próximo combate entre as duas equipes será na próxima quarta-feira, dia 24, no Durval de Brito, em Curitiba. Com um novo empate sem gols, a partida irá para a prorrogação, mas em caso de qualquer empate com gols, a vaga ficará para o Papão.

1º TEMPO – Papão melhor em campo

A intenção era apenas uma: vencer a partida. E foi com essa intenção que na primeira etapa o Paysandu se atirou para o ataque em busca do primeiro gol da partida. As primeiras invertidas ao ataque vieram através da dupla Careca e Iarley, e o artilheiro do Brasil quase fez acontecer o primeiro grito de gol no jogo, aos cinco minutos, quando recebeu o cruzamento de Alex Gaibu e cabeceou forte, para a difícil defesa do arqueiro atleticano.

Após o perigo de gol, o Furacão começou a crescer na partida, impedindo o Papão de tentar chegar ao ataque. Mas aos 19, o Paysandu conseguiu furar o bloqueio da defensiva adversária e com Yago Pikachu, chutando forte, quase surpreendeu o goleiro Weverton, que espalmou a bola para o escanteio.

Depois disso a partida ficou com o ritmo de jogo cadenciado, não arriscando tantos chutes ao gol. Apesar da falta cobrada por Zé Antônio, que obrigou o goleiro a fazer mais uma defesa difícil na partida, o jogo acabou empatado na primeira etapa.

2º TEMPO – Furacão cresce na partida, mas quase leva gol no final do jogo

A segunda etapa havia iniciado de forma diferente, com o Atlético-PR buscando o primeiro gol da partida, que quase saiu com Marcelo, após o cruzamento de Felipe, onde a zaga bicolor conseguiu afastar a bola, acabando com o perigo de gol daquele lance. A resposta do Paysandu veio após a bela jogada de Iarley, onde quase acabou com o passe para o atacante Careca, que estava de frente com o arqueiro adversário, tendo a possível chance de fazer o gol para o lado bicolor.

A evolução da equipe paranaense no jogo era notória, tanto que o técnico Givanildo Oliveira mudou a postura da equipe, colocando Diego Barbosa no lugar de Djalma, para dar uma cara mais ofensiva ao Papão. O técnico ainda iria colocar no jogo o atacante João Neto no lugar de Iarley, que saiu sentindo dores na panturrilha. Depois de tanto o Atlético-PR tentar abrir o marcador, nos cinco minutos finais, quem quase marcou o gol foi o Paysandu.

A primeira chance veio com o zagueiro Raul, recebendo a bola na pequena área adversária, mas o zagueiro acabou chutando em cima do goleiro do Furacão. E a segunda veio colado com o apagar das luzes, quando João Neto recebeu o bom cruzamento de Alex Gaibu e cabeceou forte no travessão. Após o lance, o árbitro encerrou a partida, com o placar zerado para as duas equipes.

FICHA TÉCNICA:

PAYSANDU: Marcelo; Yago Pikachu, Fábio Sanches, Raul e Djalma (Diego Barboza), Ricardo Capanema, Zé Antônio, Alex Gaibu e Eduardo Ramos ; Careca e Iarley (João Neto). 
Técnico: Givanildo Oliveira

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas (Pedro Botelho), Manoel, Dráusio e Léo; Bruno Silva, João Paulo, Juninho, Zezinho e Felipe (Elias); Éderson (Marcão) 
Técnico: Vagner Mancini

CARTÕES AMARELOS: Ricardo Capanema, Eduardo Ramos, Djalma (Paysandu); Zezinho, Weverton, Felipe (Atlético-PR)

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS DA PARTIDA

Texto: Ronaldo Santos / Edição: Pam Sames
Imagem: Fernando Torres










  • Compartilhe
    o site do Papão

  • Siga no Twitter

    @Paysandu
PATROCINADORES

Alubar Husqvarna Banpará Vegan Nation Drogarias Globo Mirella - Farinha de Trigo Trigolino Sky