Paysandu Sport Club 
HOMENOTÍCIAS Futebol 2020 “A primeira coisa que a gente viu quando (...)
25 de Novembro de 2020

“A primeira coisa que a gente viu quando entrou em campo foi o Maradona no seu camarote”, relembra o ex-goleiro Ronaldo

Titular da equipe em um dos maiores momentos da centenária história do Paysandu Sport Club no futebol, o ex-goleiro Ronaldo relembrou a chegada do time ao Estádio La Bombonera, em Buenos Aires, para a partida contra o Boca Juniors-ARG, pela Taça Libertadores da América, em 2003. O jogo de ida das oitavas de final foi visto de perto pelo ídolo argentino Diego Armando Maradona, que morreu aos 60 anos de idade, no início da tarde desta quarta-feira (25).

A delegação bicolor passou poucos dias em solo portenho, mas foi tempo o bastante para perceber a relevância do ex-camisa 10 da seleção hermana. “A gente viu como o Maradona era tratado. Realmente era tratado como um rei pelo povo argentino por toda a história que ele tem com o futebol de lá. Certamente o povo argentino hoje está vivendo um dia muito triste, um momento muito triste, pela perda do seu maior ídolo no futebol, assim como o futebol também está sentindo muito a falta dele”, afirmou o atual preparador de goleiros do Papão.

Diego Armando Maradona tinha um camarote exclusivo em La Bombonera

Para Ronaldo, além da vitória por 1 a 0 na casa do adversário, outros fatos marcaram aquela disputa. “Foi uma felicidade muito grande para mim fazer um jogo no estádio onde Maradona tem toda uma história, onde ele é considerado um rei, e ele reinou realmente. Por onde a gente passava no estádio dava para ouvir comentário por estar jogando lá, um estádio cheio de história”, revelou.

O ídolo bicolor contou que foi surpreendido quando os jogadores pisaram no gramado. “A primeira coisa que a gente viu quando entrou em campo foi o Maradona no seu camarote. Para a gente foi emocionante. Além de jogar no estádio de La Bombonera, jogamos com a presença do Dieguito. O frio na barriga já dava por causa da partida e no momento em que a gente entrou e se deparou com o Diego Armando Maradona, um cara que foi um gênio no futebol mundial, grande ídolo do povo argentino, certamente aumentou a nossa vontade de jogar”, finalizou Ronaldo.

Texto: Jorge Luís Totti
Imagem: Divulgação








  • Compartilhe
    o site do Papão

  • Siga no Twitter

    @Paysandu
PATROCINADORES

Lobo Banpará Drogarias Reinafarma Multimarcas GAV Resorts Alubar Unimed Belém Draft Super Zero Equatorial


PARCEIROS

Porto Dias Amaral Costa Unama